Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo
Cohab participa da entrega de 118 novas moradias no Capão Redondo

Famílias removidas de frentes de obras públicas ou áreas de risco na região da Billings foram indicadas pela Prefeitura de São Paulo em conjunto construído pela CDHU


Data: 18/07 - 17:04 

 

 Conjunto Habitacional Capão Redondo atende 118 familias na zona sul de São Paulo

 

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) entrega, nesta quarta-feira (18/7), 118 apartamentos do conjunto habitacional Capão Redondo e aos novos moradores. As famílias que receberão as chaves foram indicadas pela Prefeitura de São Paulo. Trata-se do trabalho de reassentamento das famílias provenientes de áreas de risco ou frente de obras da represa Billings, removidas pela gestão municipal. O valor total do investimento para a construção das casas e da infraestrutura é de R$ 28,6 milhões, sendo R$ 23,5 milhões da CDHU e R$ 5,1 da Caixa.

Das 118 famílias, 99 ou 84% do total têm renda mensal de até três salários mínimos. As famílias terão até 25 anos para pagar o financiamento com subsídio do governo estadual. O valor das parcelas será calculado de acordo com a renda familiar. Assim, famílias que ganham entre um e três salários mínimos pagarão o equivalente a, no máximo, 20% dos rendimentos. O valor da parcela mínima é de R$ 143,10.

O conjunto respeita e incorpora as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade da Secretaria de Estado da Habitação. As unidades habitacionais têm 58,81 m², dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro, estrutura metálica para cobertura, azulejo na cozinha e no banheiro, esquadrias em aço com pintura eletroestática, laje, piso cerâmico com rodapé e aquecedores solares instalados. O conjunto possui pavimentação e estacionamento; redes de água, esgoto e drenagem instaladas; sistema de gás canalizado, rede elétrica e iluminação pública.


Produção de Habitação na Capital

O presidente da Cohab-SP, Alexsandro Peixe, o prefeito Bruno Covas e a Prefeita Regional do Campo Limpo, Claudete da Silva entregam as chaves para uma as 118 famílias beneficiadas 

Para o período de 2017 a 2020, foi fixada a meta de entregar 25 mil unidades e, desde 2017, a pasta da Habitação entregou 2.800 mil imóveis. Outras 19.000 estão em obras e 4,2 mil com financiamento garantido. Para alavancar recursos o poder público aposta e desenvolve ações de fomento capazes de atrair outras fontes de investimentos para ampliar de modo significativo o segmento de habitação popular na cidade de São Paulo e lançou em janeiro deste ano a Parceira Público Privada, PPP da Habitação Municipal, que vai atrair investimentos da iniciativa privada para construção de 32 mil moradias em 6 anos.



Ir para o topo desta página