Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo
Prefeitura anuncia novas 900 unidades habitacionais do Programa Pode Entrar na região da Penha

Na ocasião também serão assinados os Termos de Colaboração para três futuros empreendimentos.


Data: 13/09/2022

Por: Assessoria de Comunicação — Cohab-SP


 

Nesta terça-feira (13), a Prefeitura de São Paulo, por meio da Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo e da Secretaria Municipal de Habitação, assinará a Ordem de Início de Obras das 474 unidades habitacionais e os Termos de Colaboração das 441 unidades do Programa Pode Entrar-Entidades. A cerimônia aconteceu no bairro Vila Silvia, na zona leste da cidade.

 

 

O Prefeito Ricardo Nunes na companhia do Presidente da Cohab-SP Alex Peixe, do Secretário de Habitação João Farias e demais autoridades assinaram, de maneira simbólica, o documento que oficializa o início das obras nos três terrenos. Os empreendimentos estão localizados na subprefeitura da Penha e atenderão as famílias cadastradas nas associações participantes da modalidade Entidades, do Programa Pode Entrar.

 

       

 

Ao todo serão investidos mais de R$94 milhões com recursos da Prefeitura de São Paulo para a construção dos conjuntos residenciais Padre Ticão, Nossa Senhora de Fátima e Santa Barbara. A desapropriação dos três terrenos foi realizada pela Cohab-SP e custou R$17.770.544,00.

 

O Conjunto Residencial Padre Ticão possuirá 227 unidades habitacionais, com três blocos com térreo e mais doze pavimentos. Já o projeto do Residencial Santa Barbara contempla 100 unidades, com dois blocos com térreo e mais nove pavimentos. E o Residencial Nossa Senhora de Fátima terá 147 unidades habitacionais, com três blocos com térreo e mais nove pavimentos.

 

A infraestrutura dos apartamentos incluirá metragem entre 46,50 m² a 49,70 m², com dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Todos os conjuntos terão salões de festa, guarita, lixeira para lixo orgânico e reciclável, playground, quadra, medição individualizada de água, gás e energia elétrica, paisagismo e reservatório de reuso de água.
 

Sobre os Termos de Colaboração

O termo de colaboração trata-se de um instrumento de formalização que a associação irá adquirir para poder ter gestão sobre as áreas a serem construídas. Dentre os empreendimentos a serem construídos estão eles: Residencial General Rondon, com 131 unidades habitacionais, Residencial Mutirão Carolina Maria de Jesus, com 227 unidades, e o Residencial Adventista, com 83 moradias. Serão investidos aproximadamente R$ 88 milhões e a previsão do início das obras é para o primeiro trimestre de 2023.

 

Pode Entrar

O Pode Entrar, maior Programa Habitacional já lançado no município, conta com recursos exclusivos da Prefeitura e institui importantes ferramentas que facilitarão o acesso à casa própria para famílias de baixa renda.

 

O programa permitirá ao município impulsionar a habitação na cidade com a construção de empreendimentos habitacionais de interesse social, a requalificação de imóveis urbanos e a aquisição de unidades habitacionais. Desse modo, o município terá menos custos, mais famílias atendidas e redução no prazo de entrega.

 

Recentemente, a Prefeitura Municipal de São Paulo publicou o edital para compra de 45 mil unidades habitacionais, com um investimento de R$ 8 bilhões. As moradias adquiridas irão atender famílias que estão no cadastro da Cohab e no auxílio aluguel do município. Assim, a administração municipal pretende zerar o banco de famílias que recebem o benefício.



Ir para o topo desta página