Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo
Programa Pode Entrar viabiliza a requalificação de 287 moradias no centro da capital

Edifício Prestes Maia será o primeiro a receber obras de Retrofit


Data: 16/09/2022

Por: Assessoria de Comunicação — Cohab-SP


Nesta sexta-feira (16), o Prefeito Ricardo Nunes em conjunto com o Secretário de Habitação João Farias e o Presidente da Cohab-SP Alex Peixe, assinaram o Termo de Colaboração das 287 unidades habitacionais do Edifício Prestes Maia.

 

 

O Termo de Colaboração é um instrumento de formalização que a associação/movimento adquire para ter gestão sobre as áreas a serem construídas ou requalificadas. Ou seja, o projeto e a execução do mesmo se torna de responsabilidade da entidade responsável.

 

O Edifício Prestes Maia está localizado na região central da cidade e atenderá as famílias cadastradas nas associações participantes da modalidade Entidades, do Programa Pode Entrar. O imóvel foi desapropriado recentemente, após as famílias se retirarem para possibilitar a contratação das obras.

 

Ao todo, serão investidos R$ 76.225.534,34 com recursos do município para a reforma do empreendimento. O projeto do Edifício Prestes Maia contemplará 287 unidades habitacionais, com dois blocos com térreo e mais vinte e um pavimentos.

 

A infraestrutura dos apartamentos incluirá metragem entre 35,46 m² a 56,33 m², com dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Os futuros moradores poderão usufruir de áreas de lazer coberta e descoberta, salão condominial e garagem coberta.

 

 

 

“O Pode Entrar e a PPP da Cohab são programas inéditos que estão transformando a cidade de São Paulo em um verdadeiro canteiro de obras da habitação. Até 2024 serão viabilizadas 49 mil novas moradias e nós estaremos juntos trabalhando por mais essa conquista”, afirma o presidente da Cohab, Alex Peixe.

 

Pode Entrar

O Pode Entrar, maior Programa Habitacional já lançado no município, conta com recursos exclusivos da Prefeitura e institui importantes ferramentas que facilitarão o acesso à casa própria para famílias de baixa renda.

 

O programa permitirá ao município impulsionar a habitação na cidade com a construção de empreendimentos habitacionais de interesse social, a requalificação de imóveis urbanos e a aquisição de unidades habitacionais.

 

Recentemente, a Prefeitura Municipal de São Paulo publicou o edital para compra de 45 mil unidades habitacionais, com um investimento de R$ 8 bilhões. As moradias adquiridas irão atender famílias que estão no cadastro da Cohab e no auxílio aluguel do município. Assim, a administração municipal pretende zerar o banco de famílias que recebem o benefício.



Ir para o topo desta página